aBERTURA

SETADI

Núcleo de Uibaí

Próximo Módulo em 21 de Maio de 2011

Disciplinas: Soteriologia e Cristologia

Compromisso com o ensino da Palavra de Deus!

Pré-Congresso

De Jovens

Dia 14 (Sábado) de maio na AD de Uibaí

Participe!

DIAS DE CULTOS

1. Domingo

- Escola Bíblica Dominical - Manhã

- Culto de Departamentos - Noite

2. Terça-Feira - Culto de Doutrina

3. Quarta-Feira - Culto Familiar

4. Quinta-Feira - Culto da Vitória

5. Sexta-feira - Circulo de Oração

Visite-nos!

Corpo de Obreiros

Credo das Igrejas Assembléias de Deus no Brasil

Cremos...

1. Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).

2. Na inspiração verbal da Bílbia Sagrada, única regra infalível de fé normativa para a vida e o caráter cristão (2 Tm 3.14-17).

3. Na concepção virginal de Jesus, em sua morte vicária e expiatória, em sua ressurreição corporal dentre os mortos e sua ascensão vitoriosa aos céus (Is 7.14; Rm 8.34 e At 1.9).

4. Na pecaminosidade do homem que o destituiu da glória de Deus, e que somente o arrependimento e a fé na obra expiatória e redentora de Jesus Cristo é que pode restaurá-lo a Deus (Rm 3.23 e At 3.19).

5. Na necessidade absoluta do novo nascimento pela fé em Cristo e pelo poder atuante do Espírito Santo e da Palavra de Deus, para tornar o homem digno do Reino dos Céus (Jo 3.3-8).

6. No perdão dos pecados, na salvação presente e perfeita e na eterna justificação da alma recebidos gratuitamente de Deus pela fé no sacrifício efetuado por Jesus Cristo em nosso favor (At 10.43; Rm 10.13; 3.24-26 e Hb 7.25; 5.9).

7. No batismo bíblico efetuado por imersão do corpo inteiro uma só vez em águas, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, conforme determinou o Senhor Jesus Cristo (Mt 28.19; Rm 6.1-6 e Cl 2.12).

8. Na necessidade e na possibilidade que temos de viver vida santa mediante a obra expiatória e redentora de Jesus no Calvário, através do poder regenerador, inspirador e santificador do Espírito Santo, que nos capacita a viver como fiéis testemunhas do poder de Cristo (Hb 9.14 e 1Pd 1.15).

9. No batismo bíblico no Espírito Santo que nos é dado por Deus mediante a intercessão de Cristo, com a evidência inicial de falar em outras línguas, conforme a sua vontade (At 1.5; 2.4; 10.44-46; 19.1-7).

10. Na atualidade dos dons espirituais distribuídos pelo Espírito Santo à Igreja para sua edificação, conforme a sua soberana vontade (1 Co 12.1-12).

11. Na Segunda Vinda premilenial de Cristo, em duas fases distintas. Primeira - invisível ao mundo, para arrebatar a sua Igreja fiel da terra, antes da Grande Tribulação; segunda - visível e corporal, com sua Igreja glorificada, para reinar sobre o mundo durante mil anos (1Ts 4.16. 17; 1Co 15.51-54; Ap 20.4; Zc 14.5 e Jd 14).

12. Que todos os cristãos comparecerão ante o Tribunal de Cristo, para receber recompensa dos seus feitos em favor da causa de Cristo na terra (2Co 5.10).

13. No juízo vindouro que recompensará os fiéis e condenará os infiéis (Ap 20.11-15).

14. E na vida eterna de gozo e felicidade para os fiéis e de tristeza e tormento para os infiéis (Mt 25.46).

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

As lições extraídas do cedro para as famílias

Tema – As lições extraídas do cedro para as famílias
Texto: Sl 92.12-14
Introdução. A Bíblia utiliza muitas figuras de linguagem, para expressar princípios espirituais. Um exemplo é a comparação entre o justo e a árvore. (ler: Salmos 1.3-4; 128.3). Vamos examinar algumas características e princípios importantes extraídos do cedro para as famílias cristãs.
      O Salmo 92.12-14. – fala de Crescimento (físico, emocional e espiritual) – Firmeza (fé, conhecimento) – Produtividade (dar frutos). Três coisas importantes para uma família.

1. O CEDRO DO LÍBANO e as simbologias para as famílias
A. O cedro é uma das árvores mais imponentes. É símbolo de força e eternidade. Nos 3 primeiros anos de vida, alcança apenas 5 centímetros de altura, mas já possui 1 metro e meio de raízes. Tem um Crescimento Lento Mas Consistente. Quem poderá arrancar tal “plantinha”? Mesmo jovem, já se mostra firme. Depois, cresce 20 centímetros por ano, chegando a 40 metros de altura.
B. O cedro não depende da chuva, suas raízes profundas buscam água nos lençóis freáticos e por isso ele não depende de chuva.
C. O cedro tem beleza, perfume e força. Resiste aos desafios da água, do calor e do vento.
D. O cedro era utilizado como medicamento.
E. O salmista disse que o justo é como o cedro do Líbano.

2. AS RAÍZES - SUA “INVISIBILIDADE” E IMPORTÂNCIA
A. Quando a semente germina, ocorre um crescimento para cima (tronco, galhos, folhas, flores e frutos) e outro para baixo (raiz).
B. Muitas vezes, enfatizamos o que a árvore produz: o fruto, mas nos esquecemos das raízes.
C. Entretanto, nossas raízes são valores e práticas vistas apenas por Deus.
D. O exterior é importante, mas o interior é imprescindível.
E. O exterior depende do interior (Mt.13.5-6,20,21; Os.9.16).
F. O dia da tentação e tribulação traz o teste para a raiz da família cristã.
G. A primavera é a estação mais favorável para as plantas. Contudo, não há como impedir que venha o inverno. (Jó 14.7-9).
H. Quando Jó falou sobre a árvore, estava falando sobre sua própria vida (Jó 29.19). Ele havia perdido quase tudo o que possuía. As bênçãos materiais se foram. Ele se tornou como a árvore devastada e destruída, porém sobrevivente por causa de suas raízes.

I. Raízes Que Abraçam a Rocha - Há informações de que toda raiz quando cresce muito e atinge a rocha pára de crescer. No caso do cedro do Líbano a raiz continua a crescer em volta da rocha, abraçando-a.
3. ONDE ESTÃO PLANTADAS AS FAMÍLIAS?
A. A vida, o crescimento e a utilidade de uma árvore dependerão diretamente do solo onde está plantada. Se estiver em local inadequado, como um pântano ou entre as pedras, poderá definhar e morrer. O Salmo 92 diz que o justo deve estar plantado “na casa do Senhor...”.
B. Os tipos de terrenos segundo Jesus: (Mt 13. 3-9).
 - Famílias edificadas sobre a  ROCHA .  “Desceu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram contra aquela casa, mas   ela não caiu, pois estava sobre a rocha. (v.25).
  - Famílias edificadas sobre a areia. “Desceu a chuva, transbordaram os  rios,sopraram os ventos e deram contra aquela casa, e ela caiu, e foi grande a sua queda”. (v.27).

4. QUAIS SÃO NOSSAS RAÍZES/raízes das famílias?
A. Precisamos ter raízes na igreja (Ef.3.17-18; Heb.10.25).
B. Precisamos ter raízes em Cristo (Cl.2.6-7; Is.53.2; Ap.5.5).
C. Precisamos ter raízes na palavra de Deus (Cl.1.23). Devemos conhecê-la e ser apegados a ela.

5. As famílias que estão arraigadas em Cristo desenvolve atitude de:
      P E R D Ã O
   SARANDO AS FERIDAS
 5.l. É PRECISO RECONHECER OS PROBLEMAS NO RELACIONAMENTO
     Não adianta guardá-los. A Bíblia diz: "Não se ponha o sol sobre a vossa ira..."(Ef 4.26). 5.2. SE OFENDEMOS, PRECISAMOS PEDIR PERDÃO. É difícil, mas é indispensável para sarar as feridas interiores. O pai precisa pedir perdão ao filho quando errar e o filho pedir perdão ao pai, quando o ofender. É o caminho para a vitória.

5.3. QUANDO SOMOS OFENDIDOS: PRECISAMOS PERDOAR.
É mais difícil, ainda, mas é o único caminho para ficar livre dos aguilhões do ressentimento, da mágoa, do rancor. Quem não perdoa paga um alto preço.

5.4. RESULTADOS DO PERDÃO
1) As feridas são saradas.
2) O perdão verdadeiro libera o ofendido da mágoa.
3) O perdão verdadeiro dá saúde ao corpo e à mente.
4) Deus é glorificado e o inimigo derrotado.

CONCLUSÃO. No relacionamento entre os membros da família cristã, é importante que todos dêem lugar à presença de Deus, vigiando para que o inimigo não encontre brecha para atuar entre eles. Oração e jejum; leitura da bíblia diária; culto doméstico; a prática do Fruto do Espírito, principalmente do amor, da longanimidade, da benignidade, da bondade e da temperança, são garantia certa contra as desavenças e conflitos no lar. Que Deus nos abençoe.

Um comentário: